170 Anos

Nome: Arthur Schmidt

Profissão: Contador (Bancário e  Economiário)

Idade: 36 (01/03/1980)

Partido Político: Partido do Movimento Democrático do Brasil

E-mail: [email protected]

Site pessoal:  https://www.facebook.com/ArthurSchmidtSL

Contato Gabinete: 35792229

 

Luís Arthur de Bitencourt é natural de São Leopoldo, tem 36 anos, é contador e funcionário concursado da Caixa Econômica Federal.  Em 2016, foi eleito o vereador mais votado do Partido do Movimento Democrático do Brasil (PMDB) conquistando 2.098 votos. O slogan utilizado em sua campanha eleitoral “Pés no presente e olhos no Futuro” será a marca do seu mandato. O engajamento político começou na infância, tendo como inspiração seu tio, o ex-prefeito Waldir Schmidt, que por três mandatos foi prefeito de São Leopoldo, além de deputado estadual e federal, e vice-presidente do PMDB no município.

Marcou sua passagem na política estudantil na chapa do Diretório Central dos Estudantes – Unisinos, em 1998, com a função de tesoureiro do DCE. Dinâmico e muito ativo, qualificou-se como delegado na convenção da União Nacional dos Estudantes (UNE) em Goiânia. Na Juventude do partido ocupou vários cargos, sendo eleito presidente por dois mandatos. De acordo com Arthur, ele se considera militante do PMDB desde os dois anos de idade.

Mestrando em Gestão Educacional, especialista em Administração Tributária e graduado em Ciências Contábeis pela Unisinos, sua trajetória política começou nas eleições de 2004, quando concorreu pela primeira vez e conquistou a suplência com 1.514 votos. Quatro anos depois, colocou novamente seu nome à disposição do partido, nas eleições de 2008, contabilizando 454 votos. Na gestão da cidade, atuou como Secretário Municipal de Educação de São Leopoldo e Secretário Interino da Cultura e Turismo entre 2013 e 2016, e Diretor Administrativo e Financeiro da Secretaria Municipal de Educação de São Leopoldo.

O mandato será marcado por uma política séria, voltada a projetos que atendam ao bem-estar da comunidade leopoldense. O primeiro compromisso firmado com o cidadão leopoldense foi no dia 1º de janeiro de 2017, no ato de posse, quando propôs um pacto de abrir mão do subsídio mensal de vereador para que ele seja investido em sua totalidade em projetos pedagógicos nas escolas municipais pelo poder Executivo. A proposta prevê que as Escolas apresentem projetos pedagógicos para receberem o repasse e uma comissão formada por membros da comunidade escolar seja responsável pela seleção. Além da Educação, terá como bandeiras o Meio Ambiente, Empregos e Segurança.