Aviso Importante

Responsáveis por proporcionar segurança e garantir as medidas protetivas para as mulheres vítimas de violência doméstica em São Leopoldo, Portão e Capela de Santana, os policiais que integram a Patrulha Maria da Penha foram homenageados na noite de quarta-feira (03/07) na Câmara de Vereadores de São Leopoldo. Além da coordenadora regional da Patrulha Maria da Penha, Capitã Bibiana Beck Menezes, foram agraciados os soldados Rafael dos Santos Martins, William Amaro Maciel, Vilson Kazinski Vercosa e Cristiano Chaves de Freitas.

Autor da iniciativa, o vereador Júlio Galperim elogiou o trabalho realizado pela equipe, que faz parte do 25º Batalhão de Polícia Militar. “Vocês são significado direto de segurança para inúmeras mulheres que, em alguns casos, ficam anos presas dentro da própria casa. Essa sessão é um reconhecimento ao essencial trabalho realizado por vocês. Nós, enquanto sociedade, precisamos dar valor e ressaltar o que acontece de bom”.

Ao utilizar a tribuna, a Capitã Bibiana Beck Menezes aproveitou o momento para lembrar que “todos os brigadianos podem atender uma situação de violência doméstica, mas os integrantes da patrulha são treinados para fazer de uma forma mais adequada, pois a pessoa atendida não é uma vítima comum, mas sim alguém que está passando por algo muito doloroso”. A capitã ainda concluiu. “Entendemos o quão complicado é para a vítima ser agredida por alguém que ela teve amor. Em muitos casos vemos que é muito dolorido para a vítima ver seu companheiro ser levado preso, e nós precisamos desenvolver a sensibilidade de perceber isso”.

Hoje chefe do Estado Maior do CRPO/VRS, o tenente-coronel Carlos Daniel Schultz Coelho disse ser indispensável divulgar as ações e os atendimentos, fazendo com que mais mulheres se sintam encorajadas a denunciar seus agressores. “Essa homenagem eu estendo a toda a organização que nós temos no município, pois ela é ímpar. Quando destacamos esses números, e mostramos as ações e os atendimentos, as mulheres sentem-se mais seguras e encorajadas, pois sabem que terão o ente público ao seu lado”.

DADOS

Nos últimos doze meses (de maio de 2018 a maio deste ano) foram 790 vítimas cadastradas em São Leopoldo, 1555 visitas e 1683 medidas protetivas de urgência ativas. Após ampliação no número de viaturas e policiais treinados para este tipo de atendimento, desde abril a patrulha passou a atender Portão e Capela de Santana, que registraram 18 vítimas cadastradas em cada município.

Onde buscar ajuda em São Leopoldo:

Centro de referência de Atendimento à Mulher Jacobina – 3592.2184

Delegacia de Polícia de Pronto Atendimento (DPPA) - 3592.1013 ou 3590.3737

Juizado da Violência Doméstica – 3590.1299

Patrulha Maria da Penha – 190

Central de Atendimento à Mulher – 180

Guarda Civil Municipal – 153

Notícias - Ver. Júlio Galperim - Paulo Henque Machado ()

Sistema Legis

Fale Conosco

Rua Independência, 66 - Centro - CEP 93010-001
São Leopoldo / RS
Telefone: (51) 3579-9200
Horário: segunda à sexta-feira, das 9h às 12h e das 13h30 às 18h.