O plenário da Câmara Municipal ficou lotado na noite da última segunda-feira, dia 6, para debater a situação do Centenário e buscar soluções para o problema dos repasses por parte do governo do RS.

Atualmente, a Prefeitura de São Leopoldo é responsável por 78% dos custos do Centenário (o que corresponde a R$ 7 milhões por mês). O governo federal entra com 19% e o Estado financia apenas 3%. O HC atende 25 cidades da região e tem repasse de apenas R$ 255 mil do governo estadual, enquanto hospitais da região recebem cerca de R$ 3 milhões, mesmo atendendo menos especialidades e pacientes.

A Audiência Pública, organizada pelo Comitê Popular em Defesa do Hospital Centenário, contou com a participação de organizações da sociedade civil, prefeito Ary Vanazzi, vice-prefeita Paulete Souto, presidenta do Hospital Centenário, Lilian Silva, representantes do legislativo, e a comunidade em geral.

Entre as resoluções, ficou estabelecido que o Comitê vai reeditar ações realizadas em 2017, quando a população também precisou se mobilizar e pressionar por mais verbas ao Hospital. Uma agenda de atividades foi aberta com previsão de outras audiências públicas, diálogo com os 25 municípios atendidos pelo Centenário, com visitas às Prefeituras e Câmaras de Vereadores, panfleteação divulgando a realidade e convidando as pessoas a participarem da luta, caminhada e abraço ao HC.

Ainda, os vereadores que estavam presentes na Audiência, Adão Rambor, Ana Affonso, Ary Moura, Edite Lisboa Cigana, Fabiano Haubert, Iara Cardoso, Júlio Galperim e Perci Pereira, comprometeram-se a ir até a Assembleia Legislativa do RS buscar apoio das bancadas dos partidos para abrir negociação junto ao Estado.

As informações vão ser divulgadas nas redes sociais e na imprensa leopoldense, conforme o Comitê definir o calendário de atividades.

 

Notícias - Ver.ª Ana Affonso - Tabita Strassburger (Jornalista Profissional Diplomada - MTB 16.318)

Sistema Legis

Fale Conosco

Rua Independência, 66 - Centro - CEP 93010-001
São Leopoldo / RS
Telefone: (51) 3579-9200
Horário: segunda à sexta-feira, das 9h às 12h e das 13h30 às 18h.