"Precisamos falar sobre feminicídio, porque quanto mais debatermos esse assunto, mais as pessoas tomam consciência de que é preciso lutar e muito para mudar o quadro que se apresenta na maioria das cidades brasileiras". A declaração do vereador David Santos foi dada na noite da quarta-feira, 7, durante o Seminário Mulheres Discutindo a Violência Doméstica, promovido pelo 25º Batalhao da Policia Militar, BPM de São Leopoldo.

Realizado no auditório da Acist,o evento contou com a presença de várias autoridades, entre elas a Capitã Bibiana Menezes, responsável pela Patrulha Maria da Penha e Ten Cel da Reserva e vereadora de Porto Alegre, Nádia Gerhard, uma das palestrantes. Para David o assunto é conhecido porque segundo ele, é uma das bandeiras que defende em seu mandato. O vereador, é responsável pelo Projeto de Lei 8866 que institui 25 de novembro Dia de Combate ao Feminicídio.

Números

Conforme os números apresentados durante o debate, 39,6% dos feminicídios são realizados com arma de fogo e 36,5% com arma branca. O perfil mostra que 52,5% têm ensino fundamental, 23,2% idade entre 18 a 24 anos e 48,48% o agressor mantinha algum tipo de relacionamento com a vítima. " O feminicidio é hoje o maior problema de enfrentamento à violência contra a mulher no Brasil e ainda tem a ver com preconceito,desiguladade, machismo e  desinformação", destaca David.

Notícias - Bancada PP - Rejane ()

Sistema Legis

Fale Conosco

Rua Independência, 66 - Centro - CEP 93010-001
São Leopoldo / RS
Telefone: (51) 3579-9200
Horário: segunda à sexta-feira, das 9h às 12h e das 13h30 às 18h.