Diversas opiniões, análises e especulações foram disseminadas nos últimos dias nas redes sociais a respeito da situação da Petrobras. Sobretudo em face da política de preços que a empresa vem adotando, resultando na paralisação de caminhoneiros e na greve emergencial dos petroleiros de todo Brasil.

Com vistas a esclarecer a real conjuntura da empresa, o vereador Nestor Schwertner (PT) propôs uma audiência pública na noite de quarta-feira (06/6), na Câmara de Vereadores. Conforme o diretor do Sindipetro, Dary Beck Filho, a elevação do preço da gasolina e do gás de cozinha se dá por conta do alinhamento com a variação do preço do petróleo no mercado internacional.

“Por que estamos com essa política de preços? Porque o governo golpista quer entregar as refinarias da Petrobras para a iniciativa privada. Com o preço baixo, não tem margem de lucro. Então, para possibilitar a venda, teve que elevar o preço dos combustíveis para aqueles do mercado internacional”, disse Dary.

Os petroleiros denunciam a política do governo golpista do Temer de desmonte da estatal, com objetivo de privatizar uma das maiores e mais importantes empresas brasileiras, entregando não só o petróleo e o pré-sal para petrolíferas estrangeiras, mas também a soberania e a possibilidade de desenvolvimento do Brasil garantido pela Petrobras.

Participaram representantes do Sindicato dos Petroleiros do RS (Sindipetro-RS), Élida Maich da Federação Única dos Petroleiros (FUP), prefeito Ary Vanazzi, presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de São Leopoldo, Valmir Lodi, coordenadora das Mulheres do Kizomba, Júlia Lampert, integrantes da Juventude do PT, militantes de diversas cidades da região metropolitana e comunidade em geral.

Notícias - Bancada PT - Cátia Cylene (MTB 12597)

Sistema Legis

Fale Conosco

Rua Independência, 66 - Centro - CEP 93010-001
São Leopoldo / RS
Telefone: (51) 3579-9200
Horário: segunda à sexta-feira, das 9h às 12h e das 13h30 às 18h.