170 Anos

Na última quinta-feira (1º) a Câmara de Vereadores de São Leopoldo retornou do recesso dos parlamentares e, já na primeira sessão plenária, aprovou em primeira votação o projeto de lei que cria o Banco de Materiais Ortopédicos na cidade.

A proposta é do vereador Armando Motta (PRB) e tem como objetivo estimular a doação de materiais novos ou usados para posterior uso da comunidade- que deverá ser devidamente cadastrada e devolver os materiais após o uso.  O banco de próteses e materiais prevê o envolvimento de instituições públicas de várias especialidades e funcionará como uma “ponte” entre os pacientes atendidos na rede pública municipal, junto aos hospitais e instituições especializadas, que também poderão doar seus materiais à comunidade.

Segundo Motta, o Banco beneficiaria tanto quem precisa de materiais ortopédicos e não tem condições de adquiri-los, quanto quem tem os equipamentos, mas não tem um local apropriado para destiná-los após o uso. “Queremos incentivar a colaboração entre a comunidade e o envolvimento de instituições públicas no atendimento aos menos favorecidos”, destaca.

 

Sobre o projeto: Banco de Materiais Ortopédicos será constituído por materiais doados pela comunidade, tais como cadeira de rodas e de banho, muletas, andadores, bengalas, tipoias, órteses, próteses, dentre outros, destinados exclusivamente aos casos encaminhados pelo Sistema Único de Saúde. Os postos de saúde do município serão encarregados de receber e encaminhar os materiais recebidos, ficando o poder executivo encarregado de estimular campanhas de voluntariado junto as Secretarias Municipais de Saúde, entidades de classe, associações comunitárias e ONGs e, especial, no sentido de receber doações de pessoas físicas e jurídicas.

 

Notícias - Bancada PRB - Alessandra ()

Sistema Legis

Fale Conosco

Rua Independência, 66 - Centro - CEP 93010-001
São Leopoldo / RS
Telefone: (51) 3579-9200
Horário: segunda à sexta-feira, das 9h às 12h e das 13h30 às 18h.