170 Anos

Na tribuna da Câmara de Vereadores de São Leopoldo, de terça-feira, 12 de setembro, e na Rádio Nova Progresso, hoje (13), o vereador Arthur Schmidt (PMDB), destacou que somente 22 hospitais do Rio Grande do Sul recebem 52% dos recursos totais provenientes dos cofres estaduais.

"Essa escolha de 22 hospitais não foi feita pelo governador José Ivo Sartori. É o resultado da orçamentação da saúde feita pelo então governador Tarso Genro em novembro de 2013. Esse é um dos motivos da grave situação financeira do Hospital Centenário (HC)", informou o vereador Arthur Schmidt após reunião com o secretário estadual adjunto de Saúde, Francisco Paz. A repactuação da plena precisa ser feita no Estado, nas comissões específicas. "A partir dessa repatuação e com autorização do Estado o caminho é Brasília", observou o vereador Arthur.

"Todos os esforços e ações são necessárias para buscar uma solução para o problema financeiro e de gestão, porém, não podemos ignorar o que foi feito para evitar que isso se repita. A orçamentação feita pelo governador Tarso Genro (PT) em 2013 permite que os 22 hospitais do Estado recebem um percentual por produção e outro por incentivo. Em alguns casos, a produção representa 20% do repasse enquanto o incentivo chega a 80%. A única forma de equilibrar é por meio de um acordo entre esses hospitais, já que o Estado busca na Procuradoria Jurídica uma forma de resolver. A orçamentação não pode ser suspensa, mas nenhum outro hospital terá esse benefício", explica Arthur.

Notícias - Bancada PMDB - Sonia Bettinelli ()

Sistema Legis

Fale Conosco

Rua Independência, 66 - Centro - CEP 93010-001
São Leopoldo / RS
Telefone: (51) 3579-9200
Horário: segunda à sexta-feira, das 9h às 12h e das 13h30m às 18h.