Aviso Importante
Aviso

Em busca da melhoria na qualidade do serviço prestado em São Leopoldo pela Empresa de Trens Urbanos de Porto Alegre (Trensurb), o vereador Arthur Schmidt (PMDB) foi recebido na manhã desta quarta-feira (23) pelo diretor-presidente, David Borille. Ao executivo apresentou um ofício requisitando uma atenção especial a vários temas que influem diretamente no dia a dia dos passageiros e cidadãos leopoldenses. Anexo ao documento também foram entregues várias fotos que justificam a necessidade emergencial de providências.

Revitalização da elevada

Entre os assuntos abordados, Arthur buscou informações sobre a revitalização abaixo da elevada do trem nos trechos mais recentes depois da nova ponte em direção a Novo Hamburgo. Borille deixou claro que o desenvolvimento da área para a execução das novas estações, segundo o acordo firmado com o atual prefeito em seu segundo mandato, é de responsabilidade do município.  “Atualmente, o trecho está abandonado, tomado por mato, descarte de lixo extradomiciliar e desova de animais mortos, além da exploração do comércio informal e invasão de precários casebres”, lembrou o vereador.

Mobilidade prejudicada

Arthur também destacou que na parte externa da estação São Leopoldo, por exemplo, são evidenciados alguns problemas de mobilidade urbana para pedestres, devido às deformidades no piso de acesso, que podem provocar acidentes a qualquer cidadão que transita pelo local e ainda prejudica o trânsito de pessoas que já possuem algum tipo de dificuldade de locomoção.

“A livre mobilidade também é prejudicada pelo intenso comércio informal que se forma nesses acessos, com vendas de produtos variados expostos em pequenas bancas ou estendidos sobre o piso de acesso”, conta o vereador. Borille salientou que este trabalho de remoção é discutido pela empresa com as secretarias municipais responsáveis pelo controle do comércio informal.

Limpeza das estações

Outro problema encontrado é a carência de limpeza na parte externa do terminal, com o descarte de lixo sobre a estrutura e o seu não recolhimento, o que intensifica a proliferação de insetos e de pombos (vetores de várias doenças) por toda a estação São Leopoldo.

Estações pichadas

É de conhecimento comum, ainda, a incidência de casos de violência dentro dos trens e ausência de segurança nas estações. A imagem da atuação da marginalidade também está expressa nas pichações nos arredores de todas as estações da cidade.

Novas escadas rolantes

“Aproveitamos a oportunidade para requerer informação sobre os prazos previstos para a substituição das escadas rolantes das estações de São Leopoldo e Unisinos, onde o tráfego de passageiros é intenso, devido à proximidade central e também o trânsito de estudantes”, frisa o vereador Arthur, lembrando que este é um problema histórico que já perdura há cerca de uma década. Conforme Borille, um processo de licitação para a instalação de novas escadas está em andamento. “Esta é uma das nossas prioridades. Após a assinatura, a previsão é de 12 meses para que entre em funcionamento”, destaca o diretor-presidente.

A Trensurb em São Leopoldo

Em 9 de dezembro deste ano, a Trensurb completa duas décadas de operação em São Leopoldo, quando instalou a sua primeira estação, a Unisinos, um destino estratégico pelo fluxo de passageiros e três anos depois deu início às atividades na Estação São Leopoldo, que por mais de uma década foi estação terminal. De lá prá cá, milhões de passageiros foram transportados.

Notícias - Ver. Arthur Schmidt - MARCOS JORGE DOS SANTOS ()

Sistema Legis

Fale Conosco

Rua Independência, 66 - Centro - CEP 93010-001
São Leopoldo / RS
Telefone: (51) 3579-9200
Horário: segunda à sexta-feira, das 9h às 12h e das 13h30 às 18h.